admin-ajaxfg

A contribuição do projeto para atingir os objetivos e resultados esperados

O projeto utiliza os serviços e recursos já existentes e integra e promove a translação de conhecimentos obtidos em investigações e intervenções anteriores com o objetivo de otimizar e melhorar os serviços de saúde mental, com efeitos na promoção do bem-estar e na redução das disparidades existentes em Portugal e em comparação com outros países europeus.

Os seguintes resultados são expectáveis:

  1. a nível individual – a capacitação de professores permitirá a identificação e referenciação de jovens em risco de terem um problema de saúde mental em fases mais iniciais, contribuindo assim para a intervenção precoce. Atualmente, os custos e o peso da doença associados à saúde mental são inflacionados pelas falhas na deteção e intervenção precoces, que permitirá reduzir os custos sociais e económicos associados à saúde mental ao promover o acesso a cuidados especializados em estádios mais iniciais da doença e evitando o tratamento daqueles que dele não necessitem.
  2. a nível comunitário – este projeto permitirá melhorar a acessibilidade e equidade no acesso aos serviços de saúde mental. A ligação entre o sistema educativo e o de saúde, através da melhoria da organização dos serviços existentes, resultará numa maior integração e proximidade. Os profissionais de saúde e de educação desempenham um papel central na definição de comportamentos e atitudes, especialmente nas áreas rurais, e estão em contacto direto com crianças, adolescentes e respetivas famílias.
  3. a nível do sistema – o projeto fornecerá um apoio integrado e contínuo a jovens em risco ou que já sofrem de doença mental. A longo prazo, é expectável que o aparecimento de problemas de saúde mental diminua, devido a uma melhor identificação e referenciação dos casos de risco. Como os problemas de saúde mental são a principal causa de suicídio, espera-se igualmente uma diminuição das taxas de suicídio entre os adolescentes.

Os adolescentes e população em geral estarão mais aptos para identificar situações de bullying virtual, e o seu impacto, bem como os recursos e as formas de ajuda disponíveis.

As variáveis de resultados incluem:

  • reduzir o número de jovens em risco ou com doença mental sem ajuda/tratamento
  • aumentar o número de professores com formação na área da saúde mental
  • reduzir o estigma associado às questões da saúde mental
  • reduzir o número situações (não identificadas) de bullying virtual
  • aumento da literacia em bullying na população em geral
  • otimização dos recursos de saúde mental
  • clarificar papéis, responsabilidades e diretrizes para os diferentes provedores de serviços de saúde e comunitários

As variáveis intermédias incluem:

  • satisfação com as ações de formação (professores)
  • satisfação com a resposta e apoio da Escola a questões de saúde (pais)
  • aumento da literacia em saúde mental entre professores, pais e crianças/jovens
  • aumento da confiança dos professores na gestão de problemas de saúde mental
  • pais e jovens sentem-se mais protegidos contra o bullying virtual